FISIO NEWS

18AGO

CIRURGIA COLUNA X TRATAMENTO CONSERVADOR

Muitos pacientes possuem dores na região da coluna vertebral, e tem dificuldades em  conviver com os sintomas dolorosos. Estes pacientes muitas vezes são indicados diretamente para  procedimentos mais invasivos, muitas vezes até o tratamento cirúrgico, sem antes iniciar um tratamento fisioterapêutico adequado.Durante uma crise, sentindo fortes dores, onde o paciente acaba por sofrer uma incapacidade funcional muito grande, e mesmo com medicações fortes, as dores não regridem, o paciente acaba por aceitar a indicação cirúrgica, muitas vezes antecipando etapas, é o caminho correto a seguir.

Mas o que muitos profissionais da saúde concordam, é que não devemos na grande maioria dos casos, levar o paciente a pensar que no tratamento cirúrgico,é a solução dos seus problemas, sem antes tentar um tratamento conservador adequado. Um tratamento fisioterápico com indicação correta, execícios corretos, métodos modernos de intervenções terapêuticas, que não ocorrem na grande maioria das clínicas de fisioterapia.Diversos pacientes, procuram clínicas de fisioterapia com alta rotatividade, que não dispõem de recursos adequados à uma nova abordagem terapêutica para o tratamento deste tipo de patologia. Mesmo assim o paciente é indicado a estes locais, e não obtém sucesso no tratamento. O que o leva a pensar que a fisioterapia é ineficaz realmente para tratar o seu tipo de doença.

A proposta mais moderna, aceita no mundo todo, e que em alguns países, é obrigatória antes do paciente e do médico seguirem para o tratamento cirúrgico consiste em uma tratamento fisioterápico diferenciado dos rotineiros em nosso país. Neste tipo de abordagem terapêutica, a fisioterapia tem 3 grandes objetivos:

 1- Diminuir a dor do paciente, com recursos de eletroterapia modernos e adequados, capazes de minimizar o edema neural, que aumenta a compressão nervosa.

Outro método internacionalmente difundido, que muitos profissionais ainda não conhecem no Brasil, é a Tração Eletrônica Computadorizada, que age aplicando cargas com pressões controladas eletronicamente, e que são comprovadamente capazes de provocar uma nutrição no disco intervertebral, diminuindo o fator compressivo.

 2-Tratamento com Fisioterapia Manipulativa, através de técnicas como a Fisioterapia Quiropráxica e Osteopatia, que possuem comprovadamente eficácia no tratamento da grande maioria de disfunções que ocorrem na coluna vertebral.

 3-Fortalecimento de grupos musculares que estabilizam a coluna vertebral, através de exercícios posturais adequadamente prescritos para cada caso individualmente, através do estudo postural de cada paciente. São indicados exercícios derivados do Pilates, do RPG, ou mesmo a própria musculação, onde o fisioterapeuta supervisiona individualmente a execução de cada exercício realizado pelo paciente, para que o paciente tenha um processo de recuperação funcional gradativo, sem retorno as dores que sentia no incio do processo, e com plenas condições de retornar às suas atividades diárias e posteriormente às suas atividades esportivas.

Se você sofre deste tipo de doença, procure um profissional da fisioterapia, que aborde seu caso com uma terapêutica moderna e realmente eficaz, antes de pensar em realizar um procedimento cirúrgico.

 

Dr.Alexandre R.Alcaide

Veja a reportagem sobre o tema no site do Jornal Folha de São Paulo

http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2013/04/1265817-hospital-encontra-excesso-na-indicacao-de-cirurgia-de-coluna.shtml

Voltar